Português | English

ISSN (Impressa): 2359-4802 | ISSN (Online): 2359-5647




Edição: 29.5 - 11 Artigo(s)




Voltar ao Sumário






ARTIGO ORIGINAL
http://www.dx.doi.org/10.5935/2359-4802.20160061


Razão entre Duração Máxima e Mínima da Onda P (Pmax/Pmin): um Novo Preditor Eletrocardiográfico para Fibrilação Atrial em Pacientes com Infarto Agudo do Miocárdio com Supradesnível do Segmento ST
Ratio between Maximum and Minimum P Wave Duration (MaxPWD/MinPWD Ratio): a New Electrocardiographic Predictor for Atrial Fibrillation in Patients with ST-Elevation Acute Myocardial Infarction

Yaniel Castro-Torres, Raimundo Carmona-Puerta, Elibet Chávez-González

Resumo

FUNDAMENTO: Existem marcadores eletrocardiográficos para predição de fibrilação atrial (FA) na prática clínica, mas não há consenso sobre sua real utilidade. O desenvolvimento de novos marcadores pode ser uma alternativa para melhorar a predição de FA. Este estudo tem o objetivo de demonstrar a utilidade da razão entre a duração máxima e a mínima da onda P (Pmax/Pmin) na predição de FA em pacientes com infarto agudo do miocárdio com supradesnível do segmento ST (IAMCS).
OBJETIVO: Este estudo tem o objetivo de demonstrar a utilidade da razão entre a duração máxima e a mínima da onda P (Pmax/Pmin) na predição de FA em pacientes com infarto agudo do miocárdio com supradesnível do segmento ST (IAMCS).
MÉTODOS: Nós estudamos retrospectivamente 108 pacientes com IAMCS admitidos no Hospital Celestino Hernández Robau entre janeiro de 2012 a julho de 2014. Foram calculadas a dispersão da onda P e a razão Pmax/Pmin em pacientes com FA. A sensibilidade e a especificidade da razão Pmax/Pmin para predição de AF foi determinada. A associação entre os valores de glicemia e a razão Pmax/Pmin foi avaliada por correlação linear de Pearson.
RESULTADOS: A dispersão da onda P e razão Pmax / Pmin foram maiores nos pacientes com FA que em pacientes sem FA (46,2 ms ± 8,9 ms vs. 38,7 ms ± 9,8 ms; p = 0,019) e (1,89 ± 0,37 vs. 1,65 ± 0,24, p = 0,003). A área sob a curva ROC para o razão Pmax/Pmin foi 0,755; IC 95%: 0,633-0,876; p = 0,006. Existe uma correlação direta entre os valores de glicemia e a razão Pmax/ Pmin em pacientes com FA (r = 0,765; p = 0,016), mas não em pacientes sem FA (R = 0,076; p = 0,474).
CONCLUSÃO: A razão Pmax/Pmin é útil para identificar pacientes em risco de FA durante IAMCS. Há uma associação entre os valores de glicemia e a razão Pmax/Pmin. (Int J Cardiovasc Sci. 2016;29(5):370-377)

Palavras-chave: Fibrilação Atrial/fisiopatologia, Eletrocardiografia, Infarto Miocárdio, Índice Glicêmico, Onda p.

 






Baixe agora o aplicativo do International Journal of Cardiovascular Sciences,
disponível para todos os dispositivos móveis.



Desenvolvido pela Tecnologia da Informação e Comunicação da SBC | Todos os Direitos Reservados © Copyright 2016 | Sociedade Brasileira de Cardiologia | tecnologia@cardiol.br